khalimah.com

#3×4 – erik rk كلمات اغنية

من فضلك انتظر...

intro]

ahn, ahn, ahn, ahn

[verso]

ainda to olhando essas fotos
roupas caras nesses corpos
bebida escura nesses copos
modelos magras nesses tops

pensando o que postar
pra ganhar seguidores
como eu vou me portar
e “eu devo me importar?”

droga eu sou um artista (chique)
bota meu nome na lista (vip)
hora de causa na pista
posa, tira e posta essa foto no insta (clique)

e elas amam quem tem mais destaque
olha esse par de nike, olha esse cadillac
tantas minas nuas nesse carro que
até parece uma praia nudista (mas)
que bicho me mordeu? isso nem sou eu, sou
santo como uma entidade
carrego meus valores no bolso de trás
mas nunca escondo a minha identidade

inteligente, bonito, sensível
100 likes na foto e еu nem tava sorrindo (ta ligado?)

“o de semprе” sabe? e eu raramente sou quem se abre
eu geralmente sou quem te escuta
se cê vacilar, que te diz pra ir lá
e pedir desculpa, “e o seu namorado que nem te chupa?”

cê olha pra mim e vê um menino bobo?
eu sou o melhor cara que vc vai ter sem disputa
as vezes eu sou bom, as vezes eu sou foda, eu sou bem de lua
droga eu to mentindo de novo…

[refrão]

três, por, qua*tro
três, por, qua*tro
três, por, qua*tro
três, por, qua*tro

[verso]
ainda to olhando essas fotos
modelos em camarins e fotógrafos
em frente a câmera falam em monólogos
mas essa vida não da pra mim

vendo esses modelos do corpo belo e esbelto
e zero gordura eu me sinto feio, sério
menos negro, tenho medo do espelho
meu cérebro é meu ponto cego

por quê a câmera faz assim?
me deixando ansioso e com auto estima baixa
e pensando receoso sobre a minha raça
“não sou negro o suficiente” é o que as mina acha

e isso não é sobre o volume que tem nas minhas calças
ou nem sobre o chorume que eu já vi nas causas
ou nem sobre a cor da pele ou da minha palma
isso é sobre a escuridão que tem na minha alma

pele clara
destinada a nunca sentir nada
todas as minas batem em retirada
essa porra ta enfeitiçada

não vejo mais cor preta na minha tela
não sei o que eu ponho no quadro
depois de fechar as janelas
eu me sinto um bicho do mato
vaidade vai parecer um crime
se sua imagem não aparece num filme
faz parte alguém dizer “te amo”
faz mágica e some igual houdini

minha pele é tão clara que a policia não para
e quando dão flagra eles inventam uma história
situação chata, fazem que não viram depois
viram e vão embora… mentira

[refrão]

três, por, qua*tro
três, por, qua*tro
três, por, qua*tro
três, por, qua*tro

[ponte]

[verso]

ainda to olhando essas fotos
e todas seguem um padrão
selfies com carão, rappers num carrão
postam até quando cagam

e tudo isso é prejudicial? (o quê?)
se abrir no mundo virtual (é…)
vendendo beleza, você é uma empresa (o quê!?)
exposição a nível industrial (ahn)

visão quadrada de mundo
uma foto e um vídeo pra cada segundo
acreditando em quem você vê na tela
janela de vidro da casa de chumbo

julgando alguém tipo “nah eu nem chego”
e esquecendo de olhar pra mim mesmo
e mano eu não entendo como isso vai de
curtir um vídeo de gato até arruma emprego

é que as redes põem as pessoas trancadas em celas
que elas constroem achando que é pro bem delas
nessa de me ver eu tenho que dizer que
eu olhei e notei que eu não sou nada sem elas

é isso que eles querem que cê pensa
que essas fotos fazem diferença
enquanto você salva o mundo
cê se afoga em dependência

e todo mundo quer aprovação
todo mundo quer intensidade
novos caixões medem 1×1
e cê jura que essa é sua identidade? nah

nada na net é real tudo é meio falso
e eu já dei o papo
todos stories, as fotos, os textos status são
três*por*qua*tro

- erik rk كلمات اغنية

عشوائي